Google+ Followers

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Um dia você me disse:

Escreva qualquer coisa, escreva, não importa, qualquer coisa, o importante é você está com vontade de escrever!

Felicidade?

É através da dor
que a vida nos ensina
as mais sublimes lições.
A estrada do bem está cheia
de tropeço e dificuldades,
mas é por ela que chega aos
campos floridos da felicidade.
Deus é tudo!
Adaildes Alves Moreira. 2011

Fada Madrinha

Uma Fada exuberante
que um dia  a conheci.
No primeiro dia a vi vestida de fada,
chegou com um harmonioso sorriso
que nos cativou.
Uma pequena recepção e demonstração
aconteceu, para cada um lhe apresentar.
Querida Fada Madrinha!
Em outros dias , as tarefas começaram,
os puxões de orelhas também,
só que tudo isso era para nosso bem!
Querida Fada Madrinha, sei que o tempo passa
e cada um vai  em busca de novos caminhos.
Quando você for embora em busca de novos "andorinhos"
deixará uma imensa saudade.
Porque você Fada Madrinha  além de ter "humildade",
tem um coração maior que o mundo!
E é,  uma riqueza de Mulher.
Parabéns, por ser uma Professora maravilhosa!
E por ter nos mostrado uma Luz a seguir.
Autora: Adaildes Alves Moreira

domingo, 6 de novembro de 2011

Como fazer uma boa Redação


Demonstrar conhecimento da norma culta gramatical, coerência e coesão, saber manter o domínio do primeiro parágrafo, por exemplo, você falar do título até o final de cada parágrafo, o tema seguinte: O Meio Ambiente, falar bem do que realmente cabe ao Meio Ambiente, sustentabilidade, ação do homem na natureza, benefícios e problemas.
No meio da redação, você deve manter o texto dissertando e argumentando o tema, fazer um desenvolvimento razoável com sua autoria e mantendo a sugestão de meio ambiente.
Já no terceiro parágrafo, você deve apresentar informações reais do que acontecem depois logo fatos e opiniões relacionados ao seu tema, sem se contradizer, por exemplo, colocar conectivos como, mas, porém, embora, não pode quando você quer que seja verdade o que fala organizar e buscar argumentos que faz seu texto ficar rico de informações nas bases ponto de vista por exemplo.
Articular e amarrar seus fragmentos de textos iniciais coesivos e colocar conectivos de soma, como por exemplo, e, de acordo, porque, no qual, portanto, porquanto, e não fugir a coerência textual com seus conectivos. E colocar os problemas e dê suas soluções para eles...
Defenda seu ponto de vista, para garantir o que falou sobre O Meio Ambiente.
Agora na conclusão você deve respeitar os direitos Humanos, seja formador de opiniões, seja rico em argumentos, elaborar proposta, o que deve ser feito, em relação aos problemas citados, discuta seu texto e nunca fuja do assunto, sustenta suas ideias  e , ver o passado, o presente  e o futuro, para seu texto sobre o meio ambiente um desenvolvido texto articulado, entrando com sua opinião e sugestão.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Conhecer

Quanto mais conhecemos, 
percebemos a distância e a complexidade do saber,
 é como se  o que aprendemos fosse  só um minúsculo grão de areia,
 para uma extensão de conhecimento existente.
 Somos parecidos ao uma pétala de  'mosquitinho flor',
perdido na atmosfera imensa !
Autora: Adaildes Alves Moreira

O que é Poesia?

Certos trechos, qualquer coisa, o que você quiser fazer, um autor de poesia , não se considera um poeta ou uma poetisa, acha que não tem mera importância seu trabalho, só que na visão de quem ler sua poesia pode ser considerado poesia, não é qualquer coisa é claro tem uma estrutura regular e desregulada, uma técnica! Mas não precisa rimar ou ser uma coisa enfeitada, pode ser melancólica, sem rimas, pode ser romântica, pode ser música, o importante é ser uma poesia.


Poesia!
Poesia   é fantasia
É alegria, melancolia.
Pode ser harmonia , categoria e sem categoria
O importante é ser uma poesia!
Ah, há "Eco" nesta terminaria!
 Autora: Adaildes Alves Moreira

Malícia

Oh, quanta malícia!
Implicância proposital.
Invejosa malícia!
Sabor amargo!
Amargura em sua malícia!
Que infernal malícia!
Fura como ponta de agulha.
Maliciosa, invejosa!
Destruidora de sonhos, malícia impiedosa!
Escravisante de corações.
Audaciosa, cruel e maliciosa!
Oh, quanta maldade!
É você mesmo malícia invejosa!
Autora: Adaildes Alves Moreira